Newgarden versão extendida, sem cortes

Havia muita coisa acontecendo neste domingo para prestarmos a atenção devida ao que aconteceu na Indycar no Texas. E esse acidente do Newgarden merece muita atenção. Toda a atenção.

Levando em conta o histórico do Texas Superspeedway e o formato da corrida, com os carros andando separados por centímetros, a sensação é de que uma merda grande poderia acontecer a qualquer momento.

Acho que esta é a graça desta corrida.

Tanto que Newgarden foi vítima de uma dessas merdas. Pois quando um erra não há como evitar se tem outro piloto do lado. E a sorte neste caso é que só haviam dois envolvidos. Podia ser maior e pior.

Quando o carro tombou e bateu, então. O buraco no muro. O desmaio. O atendimento. Lembrei do que aconteceu com Phillippe Straiff no Rio em 1989, quando bateu, saiu andando, desmaiou e acabou paralítico.

Para quem viu ao vivo, como foi no meu caso, foi assustador. Quem não se lembra de Greg Moore ter batido nesse ângulo no muro (só que em proporções bem mais graves)? Quando vi o buraco no muro após o desmaio eu pensei que poderia acontecer algo bem grave. Por sorte, foi só o susto.

Ver pelas notícias depois não transmite o real impacto da cena. Por isso coloco a versão extendida da transmissão desta ocasião.

Newgarden versão extendida, sem cortes

Havia muita coisa acontecendo neste domingo para prestarmos a atenção devida ao que aconteceu na Indycar no Texas. E esse acidente do Newgarden merece muita atenção. Toda a atenção.

Levando em conta o histórico do Texas Superspeedway e o formato da corrida, com os carros andando separados por centímetros, a sensação é de que uma merda grande poderia acontecer a qualquer momento.

Acho que esta é a graça desta corrida.

Tanto que Newgarden foi vítima de uma dessas merdas. Pois quando um erra não há como evitar se tem outro piloto do lado. E a sorte neste caso é que só haviam dois envolvidos. Podia ser maior e pior.

Quando o carro tombou e bateu, então. O buraco no muro. O desmaio. O atendimento. Lembrei do que aconteceu com Phillippe Straiff no Rio em 1989, quando bateu, saiu andando, desmaiou e acabou paralítico.

Para quem viu ao vivo, como foi no meu caso, foi assustador. Quem não se lembra de Greg Moore ter batido nesse ângulo no muro (só que em proporções bem mais graves)? Quando vi o buraco no muro após o desmaio eu pensei que poderia acontecer algo bem grave. Por sorte, foi só o susto.

Ver pelas notícias depois não transmite o real impacto da cena. Por isso coloco a versão extendida da transmissão desta ocasião.

Tivemos muita sorte, isso sim.

Aliás, nós e Newgarden.

E parabéns para a Indy por reagir rapidamente a isso. Por lidar com velocidades e perigos extremos e bem maiores que a F1, ela realmente precisa tomar a dianteira nesse tipo de proteção, como era nos anos 90.

Tivemos muita sorte, isso sim.

Aliás, nós e Newgarden.

E parabéns para a Indy por reagir rapidamente a isso. Por lidar com velocidades e perigos extremos e bem maiores que a F1, ela realmente precisa tomar a dianteira nesse tipo de proteção, como era nos anos 90.