Eu não queria ser Daniil Kvyat hoje

https://31.media.tumblr.com/323d9531f8f742df2400988b7f3dd86b/tumblr_n29pcu5QVU1rfi9ezo3_500.gif

Imagine só.

Você está na equipe que mandou na F1 até, ironicamente, você entrar lá.

Você tem o companheiro de equipe mais carismático possível.

Em contrapartida, você é espinhudo e fala como se tivesse uma laranja na boca.

Acelera demais, mas faz muita cagada.

Afinal, você só tem 22 anos.

E pode ficar “aposentado” antes mesmo de fazer 25.

Digo aposentado na F1.

Isso após bater não só no seu companheiro de equipe.

Mas também acertar seu antecessor.

Que ganhou tudo até você chegar.

E que foi reclamar de você na frente de todo mundo.

Depois de um mal-entendido na etapa passada.

Esse todo mundo inclui pai, mãe, amigos, parente.

Afinal, a corrida foi na Rússia!

Se tua mãe pudesse, mandaria pedir desculpas.

Segurando pela orelha.

Presentaço na semana do aniversário: inferno astral ao contrário.

Isso depois de um belo pódio.

Para piorar, teu chefe deu razão para ele.

Assim como seu mentor.

Todos usando palavras duras.

Resumindo: você está sem apoio dentro da própria casa.

Nem a garrafa de vodka deve querer saber de você.

Se você chutar uma bola, ela acha uma parede e volta na tua cabeça.

Imagine…

Era para você estar terminando a faculdade.

E iniciando uma carreira longa.

Porém, você pode ficar sem carreira e está sem faculdade.

Por causa de uma batida.

Que pode eclipsar todo um trabalho de anos.

E, se você acha que desgraça pouca é bobagem.

Tem um Verstappen de 18 anos com o banco moldado.

Esperando mais um vacilo teu.

Para chutar a sua bunda.

A F1 é cruel.

Não gostaria de ser você hoje, Daniil Kvyat.

http://1.bp.blogspot.com/-iLkzMxvJrNs/VTqhZiS3JtI/AAAAAAAAJyk/ivEMervbUxs/s1600/daniil%2Bgif.gif
PS:

Sempre quis escrever no estilo Cosme Rímoli.

Mas isso não acontecerá de novo.

Prometo.