Curiosidades desconhecidas do GP do Bahrein

Uma das poucas provas, se bobear a única, a ter sido cancelada por conta de uma guerra civil, em 2011, o GP do Bahrein possui algumas historinhas interessantes para alguns pilotos que fomos buscar para mostrar aqui.

Duvido que você lerá esses marcos em algum lugar.

delarosa

– Única melhor volta de Pedro de La Rosa
Isso aconteceu em 2005, quando o espanhol substituiu o colombiano Juan Pablo Montoya, que havia sofrido um acidente estúpido e começava ali seu pesadelo com a McLaren. Sorte de De La Rosa, que teve todo seu trabalho feito com a McLaren recompensado.

rosberg

– Primeira melhor volta de Nico Rosberg na F1
Isso aconteceu bem na corrida de estreia do alemão na F1, pela Williams, em 2006.

Formula One World Championship

– Primeira vez que Felipe Massa, Lewis Hamilton e Timo Glock largaram na primeira fila
Foi no Oriente Médio que o brasileiro e o inglês deram início a uma sequência de grandes atuações em suas carreiras, especialmente entre 2006 e 2008. Já Timo Glock obteve este feito pela única vez na sua vida em 2009.

kubica

– Única pole de Robert Kubica (e da BMW Sauber)
Feito histórico do polaco em sua melhor temporada de sua curta carreira na F1. A vitória não tardaria para vir, no Canadá, e fatos como este nos fazem imaginar em como seria a F1 com Kubica 100%.

raikkonen

– Pódio 50 de Kimi Raikkonen na F1
De lá para cá foram mais 30 pódios e dois anos fora da F1. Este número foi obtido em 2008, quando Raikkonen havia acabado de ser campeão mundial.

FORMULA 1 - Bahrain GP

– 200 largadas de Mark Webber e Fernando Alonso
O mais interessante deste fato é que isso aconteceu exatamente no mesmo ano, em 2013. Webber sairia da F1 no fim da temporada, mas Alonso segue contando.

Jenson Button on track.

– 250 largadas de Jenson Button
Isso aconteceu na temporada de 2014. Neste ano, na segunda metade da temporada, o campeão de 2009 completará 300 GPs. Te cuida, Barrichello!

Bahrain Grand Prix - Sunday

– Primeiro pódio de Romain Grosjean
Esta corrida dava uma falsa impressão de que o francês mandaria bem na temporada de 2012. No fim do ano o saldo foi o contrário: foi suspenso de corrida por acidente e ficou com fama de destruidor, ofuscando até Pastor Maldonado.