Puxamos a “capivara” de Cacá Bueno

A “ficha criminal” do pentacampeão é extensa. Entre 2003 e 2015, pelo menos em nossa pesquisa, foram 12 punições – a média de uma por ano.

Os mais maldosos já pensaram na ideia de um bolão para ver em qual etapa será a de 2016.

Sabe o que essa capivara quer dizer? Nada.

Coletamos só por curiosidade.

Mas tem algumas aí que desceram (e ainda descem) bem quadrado. Para Cacá, para sua equipe correspondente na época, para outros pilotos que acabaram “rodando” junto e para quem tem um mínimo de bom senso.

Segue a lista.

kaka1.jpg
Prestes a receber uma punição em Ribeirão

2015

– A famosa punição de Ribeirão Preto por reclamar dos comissários da CBA após um mal-entendido resultar na não exibição da bandeira quadriculada: suspensão da etapa seguinte, em Curitiba.

2014

Não recebeu punições. Uau. Também, não ganhou corrida alguma neste ano.

2013

– Desclassificado da tomada de tempos por ter reabastecido o carro após o início da sessão em Cascavel.

2012

– Desclassificado junto com Daniel Serra e Valdeno Brito (da equipe irmã Shell Racing) do grid de largada da etapa do Rio de Janeiro por irregularidade nos freios.

estamos-de-luto.jpg
Red Bull  de luto, em 2011

2011

– Herdou uma vitória em Santa Cruz do Sul pela punição a Alceu Feldmann e Marcos Gomes. Mas não levou os pontos correspondentes ao primeiro lugar e, sim, por ter sido terceiro na pista.

– Foi punido junto com Daniel Serra na corrida de Campo Grande com um drive-through por terem excedido a velocidade nos boxes, mesmo os medidores tendo indicados absurdos 80 km/h (Serra) e 140 km/h (Cacá). Rendeu um carro todo preto na etapa seguinte, no Rio de Janeiro.

2010

– Foi desclassificado da prova de Campo Grande junto com Daniel Serra e Ricardo Zonta por ter estacionado na pista e agido de “má fé”.

– Foi punido após a classificação da primeira etapa de Curitiba junto de Daniel Serra por ter usado uma bomba de combustível auxiliar.

2009

– Milagre: foi punido por irregularidades em seu pit stop na etapa de Brasília quando foi terceiro, mas teve o acréscimo de 20 segundos anulado.

cacabueno3
Cacá Bueno em 2004

2005

– Perdeu a pole da segunda etapa de Interlagos, sendo desclassificado e largando da última posição.

2004

– Desclassificado da vitória da primeira etapa junto com o companheiro Thiago Marques em Curitiba por irregularidades na bomba da direção hidráulica.

2003

– Desclassificado, perdendo a terceira posição no grid da etapa de Brasília por irregularidades nas dimensões da asa traseira.